Rua Gama Rosa    216    Centro    Vitória-ES
27 3421-2400

SINDIUPES considera GRAVÍSSIMA e DESUMANA decisão do governo de autorizar retorno presencial

Seta
07/05/2021
Por Comunicação

INCOERENTE. DESUMANA. GRAVÍSSIMA.

É assim que a Direção Colegiada do SINDIUPES considera a decisão do governo do Estado de autorizar o retorno das aulas presenciais na Educação Infantil e no Ensino Fundamental I a partir da próxima segunda-feira (10/05) nos municípios de risco alto e moderado.

Para a entidade, o anúncio feito nesta sexta-feira (07) comprova que o governo cedeu às pressões dos empresários da Educação e dos grupos políticos negacionistas, que buscam a todo custo garantir seus lucros e defender suas posições ideológicas em detrimento da vida dos capixabas.

Com essa medida absurda, o governo vai na contramão do seu próprio Decreto Estadual de Calamidade Pública que propõe medidas restritivas em municípios de risco alto, entre elas a suspensão das aulas presenciais, e isso representará um tragédia ainda maior para todos nós, colocando em risco a vida dos/das trabalhadores/as, estudantes e suas famílias.

Embora professores/as e funcionários/as de escolas representem um contingente de mais de 100 mil profissionais no Espírito Santo, ressalta-se a total ausência de diálogo por parte do governo estadual com a categoria e suas entidades representantivas sobre a retomada das atividades presenciais, demonstrando  descaso e desprezo com a classe trabalhadora.

O SINDIUPES entende que a redução da ocupação dos leitos de UTI não deve ser o único fator para respaldar tal decisão, pois pessoas continuam morrendo e se contaminando pela Covid-19 em índices elevados: são quase 10 mil vidas perdidas e mais de 400 mil casos de contaminação no Espírito Santo.

As nossas perspectivas são as piores possíveis diante da falta de estrutura adequada nas escolas para o cumprimento dos protocolos sanitários, a lentidão na vacinação dos/das trabalhadores/as em educação e de toda a população, bem como pela circulação de novas variantes do vírus no país que, segundo especialistas, não são  sensíveis aos imunizantes utilizados e poderão agravar a pandemia nos próximos meses.

O SINDIUPES e a categoria defendem a Educação como essencial, prova disso é que os/as professores/as assim como todos os/as demais trabalhadores/as em educação vêm empenhando todos os esforços possíveis, pessoais e materiais, desde o início da pandemia para garantir o ensino remoto com qualidade aos/às nossos estudantes.

Porém,  nesse momento ainda crítico da pandemia, reabrir escolas sem condições sanitárias seguras é uma ATITUDE IRRESPONSÁVEL E DESUMANA que custará a vida de milhares de capixabas com o aval do governo do Estado.

Continuaremos na luta pela manutenção do ensino remoto enquanto a pandemia estiver fora de controle e recorremos à Justiça para garantir o direito à vida dos/das trabalhadores/as, dos estudantes e suas famílias.

Educação é essencial. Reabrir escolas, não!

Essencial é a vida!

 

Compartilhe com um amigo(a)








Enviar
Categoria(s): Geral

Ultimas Notícias

Avisos

Sindiupes

Sindiupes