Rua Gama Rosa    216    Centro    Vitória-ES
27 3421-2400

CNTE e Sindiupes apoiam o Dia Internacional do Orgulho LGBT

Seta
28/06/2019
Por sindiupes

2019 06 28 destaque lgtb

No Dia Internacional do Orgulho LGBT, o Sindiupes – presente na 9° Conferência Nacional de Educação da CNTE, em Curitiba/PR, com mais 500 delegados/as comemora 50 anos de Stonewall! 50 anos de luta, resistências e revolução! Em sua estrutura aprova moção de repúdio ao governo Bolsonaro por reduzir ao pó o CNCD/LGBT e conclama a categoria da Educação para fortalecer os coletivos LGBT das entidades sindicais de Educação! Vários estados, onde a CNTE tem base com essa pauta, homenagearam, lembraram pessoas transexuais que fortalecem a luta!

Os diretores do Sindiupes Noêmia Simonassi e Christovam Mendonça (foto) reforçaram a convocação para que todos/as trabalhadores/as da Educação se unam na luta contra o preconceito.

E, este mês, há muito o que comemorar: por decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), a homofobia e a transfobia foram criminalizadas. Os ministros consideraram que atos preconceituosos contra homossexuais e transexuais devem ser enquadrados no crime de racismo, até que o Congresso Nacional legisle sobre o caso.

No julgamento, o STF atendeu parcialmente a ações apresentadas pela Associação Brasileira de Gays, Lésbicas e Transgêneros (ABGLT). Agora, as vítimas de LGBTfobia podem denunciar os casos em qualquer delegacia.

História

O Dia Internacional do Orgulho LGBT passou a ser celebrado por causa de uma invasão da polícia, em 1969, ao bar gay Stonewall Inn, em Nova Iorque, marcada por repressão e violência.

No dia seguinte à invasão, uma série de manifestações tomou conta de várias cidades dos Estados Unidos. Desde então, a data de 28 de junho passou a ser considerada um marco da luta pelos direitos civis da população LGBT em todo o mundo.

9° Conferência Nacional de Educação da CNTE em Curitiba/PR com mais 500 delegados/as comemora 50 anos de stonewall! 50 anos de luta, resistências e revolução! Em sua estrutura aprova moção de repúdio ao governo Bolsonaro por reduzir ao pó o CNCD/LGBT e conclama a categoria da Educação para fortalecer os coletivos LGBT das entidades sindicais de Educação! Vários estados, onde a CNTE tem base com essa pauta, homenagearam, lembraram pessoas transexuais que fortalecem a luta!

Compartilhe com um amigo(a)








Enviar

Ultimas Notícias

Avisos

Sindiupes

Sindiupes